De onde vem meu sobrenome?

Nosso sobrenome é uma das partes mais íntimas e, ao mesmo tempo, mais públicas de nossas vidas. Íntima porque está intrinsecamente relacionada à nossa identidade. Quem "trocou" de nome após um casamento entende bem disso. Parece que do dia pra noite somos outra pessoa - especialmente se tirarmos alguns dos sobrenomes e acrescentarmos um novo. O sobrenome também é público porque nos utilizamos dele para identificarmos a que família pertencemos e quem são as pessoas com as quais nos relacionamos, para pedirmos um empréstimo ou para comprarmos um apartamento, por exemplo. Então, como podemos saber tão pouco sobre uma parte tão importante de nós?


1 - O Tempo. Nossos sobrenomes costumam estar em nossa família há muitas gerações. Podemos afirmar que ao menos parte do seu nome acompanha sua família há mais de um século. Com o passar do tempo, as histórias de família vão se perdendo e nós acabamos nunca descobrindo "de onde viemos".


2 - A Grafia. Antigamente, muitos cartórios não tinham o cuidado de consultar a grafia correta do nome. Outras vezes, a própria pessoa não sabia escrever e o nome era registrado conforme soava ao cartorário. É por isso que encontramos pessoas da mesma família com sobrenomes "diferentes": Souza e Sousa, Bayerl e Bail, Sant'anna e Santana, dentre outros. Com essas diferenças na grafia, a busca genealógica fica um pouquinho mais complicada.


3 - A Escolha. Sim, é isso mesmo. Muitos de nossos antepassados resolveram mudar de sobrenome "do nada". Na verdade, possivelmente tinham um motivo, nós é que não o conhecemos. A mudança de nome pode ter sido ocasionada por uma briga de família, por uma homenagem ao padrinho de batismo, pelo desejo de incluir o sobrenome materno de modo a que não fosse esquecido, ou pela tentativa de se desvincular de uma família ou história específica. Seja qual for o motivo, é bem possível que você encontre, em sua árvore genealógica, pai e filho com sobrenomes diferentes. Ao mesmo tempo que isso dificulta a continuidade da pesquisa, essa novidade pode te levar a grandes descobertas.


A verdade é que falar sobre nossos sobrenomes é quase uma conversa sem fim. Então, enquanto não postamos mais sobre este assunto, recomendamos-lhe correr pra descobrir de onde vem esse nome que você carrega. Precisa de ajuda? Aí vai uma dica: comece pelo site forebears e descubra em que parte do mundo seu sobrenome é mais prevalente! Depois, conta pra gente!


#genealogia #sobrenome #origem #genealogy #ancestry

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • LinkedIn

© 2020 by Porto de Chegada Genealogia.

Rio de Janeiro, Brasil